Instituto Legado recebe o Consulado Geral dos Estados Unidos

Marins Bertoldi

O empreendedorismo social curitibano, por meio do Instituto Legado, continua na rota internacional como referência em engajamento, transformação e conexões. Nesta sexta-feira, 29, a instituição recebeu a visita do Consulado Geral dos Estados Unidos, representado pelo Adido Cultural dos Estados Unidos em São Paulo, Scott Smith, e a assessora cultural Joyce Costa.

O objetivo do encontro foi identificar sinergias e possibilidades de cooperação em áreas de interesse mútuo. Os visitantes foram recebidos pela diretoria do Instituto Legado, entre eles o fundador e presidente James Marins. Para que a comitiva pudesse ter uma amostra da trajetória do Instituto Legado e dos resultados que tem alcançado nos últimos anos, três organizações do Projeto Legado compartilharam suas histórias.

A Associação Ricardo Gadotti Feldmann (Arigaf), participante do Projeto Legado 2016, apresentou o trabalho que desenvolve  com crianças por meio da educação, oferecendo aulas em áreas como língua inglesa, informática,  filosofia, cidadania, além de literatura (nacional e internacional), artes visuais, música e educação financeira. Tudo isso ofertado de forma totalmente gratuita nos três anos de participação do aluno no programa.

A Badu Design, também da turma PL 2016 e vencedora do Prêmio Cereja do Bolo, mostrou que é possível unir empoderamento feminino e sustentabilidade. O negócio social leva aos consumidores produtos de papelaria, presentes e organização feitos à mão por mulheres em vulnerabilidade social, utilizando resíduo têxtil. Já o projeto We Are All Smart (WAAS), está no Projeto Legado 2017 e apresentou o trabalho de ensino tecnológico para jovens em situação de vulnerabilidade social.
Série de encontros internacionais

A visita do Consulado Geral dos Estados Unidos é mais uma das experiências internacionais do Instituto Legado. Somente esse ano, já recebemos o vice-prefeito de Orlando, Tony Ortiz, o cônsul da Finlândia no Paraná, Carlos Eduardo de Athayde Guimarães, a empreendedora norte-americana Cindy Colson, além de representantes do Google For Education.

O Instituto Legado trabalha para que o empreendedorismo social supere as fronteiras e para que todas organizações sociais tenham a oportunidade de serem vistas e reconhecidas por outros países. Isso é importante, sobretudo, por vivermos em um contexto em que o ensino de Inglês ainda exige recursos que nem todos têm à disposição, o que gera limitações. De acordo com o Índice de Proficiência em Inglês 2015, realizado pelo grupo educacional EF Education First, os brasileiros têm baixo conhecimento na língua inglesa, ocupando a 41ª posição em uma lista de 70 países.