Obras da Arena da Baixada foram embargadas a pedido do Ministério Público do Trabalho

MBAA

Na última semana as obras da Arena da Baixada foram embargadas a pedido do Ministério Público do Trabalho ficando impedindo o seguimento dos trabalhos. Isto porque faltava o cumprimento das normas relativas à saúde e segurança do trabalho, o que causava risco de desabamento, soterramento, queda de nível, entre outros.

Na decisão proferida pelo juízo da 23ª Vara do Trabalho de Curitiba, ficou estabelecido que as obras só poderiam voltar a ativa após a adequação de todos os itens apontados como prejudiciais à saúde e integridade física dos trabalhadores.

No dia 04.10.2013, sexta-feira passada, estava marcada nova perícia no local das obras para verificar as correções das 208 irregularidades encontradas na fiscalização realizada entre os dias 16 e 27 de setembro.

O embargo da obra gerou preocupações quanto ao cumprimento do prazo para término da reforma, além da segurança dos trabalhadores, mesmo porque, comitê da FIFA estará presente na cidade esta semana para efetuar mais uma avaliação no estádio.